Redação
Anúncios
 
Uma publicação do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Ceará
Ano 6 - Edição 62 - July de 2012
ediÇÕes anteriores
 

Publicada em 26.07.2012


Sobral ganha centro integrado

Novo equipamento é um dos mais modernos do país em termos arquitetônicos e de funcionalidade

 

Com 239 anos comemorados em julho, Sobral vive mais uma importante fase de seu desenvolvimento com a chegada de empresas do setor automotivo e metal-mecânico, caracterizando o quarto ciclo econômico da região. Antes, o município já houvera sido marcado pelos ciclos têxtil, do cimento e do calçado, o que o coloca como um dos maiores exportadores do Ceará.  Hoje, Sobral é polo comercial, industrial e educacional na zona norte. Tem, portanto, diversos motivos para comemorar. Dentre eles, a implantação de quatro novas indústrias, três do ramo automotivo e outra da área alimentícia. As vantagens geográficas e financeiras também atraem investidores de todo o país, fazendo com que algumas indústrias mudem a localização de sua sede para lá.
 
É nesse contexto que se insere o Centro Integrado SESI/SENAI inaugurado pela Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) em 3 de julho, homenageando Silvana Machado dos Santos (SESI) e José Euclides Ferreira Gomes Junior (SENAI). O novo equipamento, considerado um dos mais modernos do país em termos arquitetônicos e de funcionalidade, surge para ampliar o atendimento às demandas das empresas instaladas no norte e noroeste do estado, impulsionando o desenvolvimento do setor industrial, em especial, os segmentos calçadista, vestuário, metal-mecânico e construção civil. Foram investidos cerca de 17 milhões de reais, possibilitando o atendimento a 160 indústrias e outros 540 estabelecimentos localizados em 36 municípios.
 
A estrutura física da unidade integrada, instalada próximo ao Centro de Convenções, inclui pátio para abrigar unidades móveis, salas polivalentes para oficinas móveis, laboratórios, salas de aula, oficinas especializadas, auditório com 240 lugares, biblioteca, consultórios, academia de ginástica e ginásio poliesportivo, dentre outras benfeitorias. Com  isso, a expectativa é que sejam desenvolvidas, em ambientes dinâmicos, competências básicas, específicas e profissionais necessárias para a atuação dos trabalhadores e o incremento da competitividade da indústria do Ceará. Já em 2012, somente o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/CE) vai abrir mil matrículas e tem como meta alcançar 2 500 em 2013, em cursos que variam de 40 a 1 200 horas/aula. O Serviço Social da Indústria (SESI/CE), por sua vez, terá condições de realizar 6 000 matrículas nas áreas de educação básica e continuada, 24 000 atendimentos na área de saúde e 15 000 em atividades voltadas a esporte, cultura e lazer.
 
Segundo o superintendente do SESI e diretor regional do SENAI, Francisco das Chagas Magalhães, o desenvolvimento de Sobral hoje extrapola o seu entorno não apenas na região norte, mas também em relação aos empreendimentos que estão surgindo no estado, como no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP). “Por isso a unidade surge como instrumento preponderante para que esse quadro se consolide em uma região que já deu mostras substanciais de seu potencial econômico." Para Magalhães, o centro integrado cria um ambiente propício para irradiar ações nas áreas de saúde e lazer voltadas ao trabalhador, bem como colabora para qualificar mão de obra aos diversos setores que estão se instalando em nosso estado.
 
O prefeito de Sobral, Clodoveu Arruda, diz que a cidade está vivendo o seu quarto ciclo de desenvolvimento e a prefeitura tem procurado ampliar as possibilidades que estão diretamente ligadas à chegada dos grandes empreendimentos ao estado. "Temos nos voltado para a instalação de um polo metal-mecânico que também será afetado pela chegada da siderúrgica no Pecém, além de outros setores como o do agronegócio." Para ele, a unidade do SESI/SENAI se adequa perfeitamente às necessidades do município e da região em termos de qualificação de mão de obra e aos conceitos de qualidade de vida oferecidos pelos programas do SESI. "A prefeitura vem estudando parcerias com as duas instituições em cursos e eventos que, tenho certeza, terão reflexos diretos na clientela da região, tornando essa unidade, em pouco tempo, referência no estado."
 
Ex-presidente da FIEC nas duas gestões anteriores a Roberto Proença de Macêdo, Jorge Parente Frota Júnior entende que a inauguração da unidade conjunta em Sobral representa a consolidação de um processo que começou à época em que esteve à frente da entidade. Quando o governador Cid Gomes era prefeito de Sobral, Jorge Parente chegou a discutir a ampliação do SESI/SENAI, já levando em conta a representatividade econômica do município para o Ceará. Segundo ele, as condições oferecidas pela unidade vão na linha do que se pretende para incrementar o crescimento da economia cearense. "Hoje, diante do que o Ceará vivencia, a interiorização deve ser buscada pelas instituições comprometidas com o desenvolvimento, e o Sistema FIEC está fazendo isso, porque a unidade não se voltará somente para a questão da formação profissional, mas também terá atenção e cuidado com a qualidade de vida do trabalhador, dentro do que preconiza a Confederação Nacional da Indústria (CNI).”
 
O diretor administrativo da FIEC, Carlos Roberto Carvalho Fujita, afirma que Sobral é um polo irradiador de desenvolvimento da região norte, que pode também gerar reflexos em outras regiões do estado. Ele acha, por isso, que o SESI/SENAI vai consolidar as vocações locais visando atender às demandas por qualificação e serviços de saúde e educação." O Sistema FIEC teve a clareza de entender a importância desse instrumento, o que significa também apostar nas boas iniciativas que vêm tornando Sobral um município de destaque no estado." Para o diretor financeiro da entidade, José Carlos Braide Nogueira da Gama, o Sistema FIEC amplia sua abrangência na região norte por causa da importância de Sobral para o Ceará, fato que não pode ser ignorado pelas instituições que acreditam no desenvolvimento do estado.
 
De acordo com José Carlos Gama, a interiorização do desenvolvimento é também um componente fundamental. Basta observar que são os polos econômicos fora das capitais que têm proporcionado a consistência do crescimento da região Nordeste. "Quando trazemos, portanto, os serviços não só de formação de mão de obra, mas também os do SESI, voltados à qualidade de vida do trabalhador, isso não se dá por acaso, mas a partir de uma demanda que se apresenta agora e deverá ser bem maior em futuro breve."
 

Orgulho para o Sistema FIEC

O presidente da FIEC, Roberto Proença de Macêdo, afirmou durante a solenidade de inauguração do SESI/SENAI em Sobral que a nova unidade, a partir de sua infraestrutura física, técnica, tecnológica e humana, "é realmente digna de orgulho para todos nós do Sistema FIEC, para Sobral e para todo o Ceará". Ele lembrou que a FIEC, por meio do SESI e do SENAI, está presente em Sobral desde 1988, mas suas instalações originais se tornaram pequenas e inadequadas para atender à nova realidade do desenvolvimento industrial que Sobral e municípios vizinhos vivenciam. Por isso, disse o dirigente classista, foram realizados estudos para identificar as demandas do presente e, principalmente, do futuro. "Demolimos tudo o que existia e construímos este belo equipamento que representou investimento superior a 17 milhões de reais e que só foi possível graças ao total apoio técnico e financeiro da CNI."
 
Segundo Roberto Macêdo, o SESI e o SENAI serão pilares de sustentação para o processo de geração de conhecimento e desenvolvimento socioeconômico do estado, em especial, de Sobral e municípios vizinhos. Ressaltou também o espírito de parceria que vem caracterizando a relação do Sistema FIEC com as empresas da região, e agradeceu a cooperação da prefeitura desde as gestões de Cid Gomes, passando por Leônidas Cristino e agora Clodoveu Arruda. Ao se dirigir ao governador Cid Gomes, disse que poderia incluir o "equipamento no conjunto das escolas de formação profissional do estado, pois ele brotou dos mesmos ideais que movem a sua pessoa a promover uma verdadeira revolução educacional no Ceará com a construção de 140 escolas profissionalizantes".
 

Governador reafirma compromisso

Cid Gomes aproveitou a reinauguração do Centro Integrado SESI/SENAI para reafirmar o compromisso de construir 140 escolas profissionalizantes no Ceará até o final do seu governo. "Podem me cobrar", afirmou. “Até agora, já foram erguidas 88 escolas nas quais estão sendo oferecidos 55 cursos diferentes a partir das vocações regionais.” Segundo o governador, com as 140 escolas em funcionamento, todos os municípios cearenses acima de 25.000 habitantes terão uma unidade profissionalizante. “Os que não possuírem esse número de habitantes vão ter acesso às escolas por meio de consórcios intermunicipais.”
 
Ele enalteceu o trabalho desenvolvido pela CNI e as federações de indústrias no âmbito da formação profissional, destacando que o Brasil não teria alcançado os resultados que hoje comemora sem a decisiva colaboração do Sistema Indústria. Mesmo assim, entende que ainda é preciso fazer muito para melhorar o nível de qualificação da mão de obra no país, a partir dos desafios que se apresentam pelos novos tempos. O governador lembrou que Sobral não recebe a unidade do SESI/SENAI sem mérito, já que é atualmente um grande produtor do segmento calçadista e se prepara para entrar em nova fase de crescimento econômico com a chegada de um polo metal-mecânico. Cid Gomes fez referência aos estudos encetados para a ampliação da unidade do SESI/SENAI quando Jorge Parente era presidente da FIEC, com recursos que giraram à época em cerca de 6 milhões de reais. "O tempo foi o senhor da razão e hoje obtivemos um centro integrado bem estruturado e com investimentos bem maiores."
 

Homenageados

Silvana Machado dos Santos
Ex-diretora da Escola do SESI Thomaz Pompeu de Sousa Brasil, em Fortaleza, Silvana Machado faleceu aos 27 anos. Mesmo jovem, conseguiu construir uma história consistente e bonita na instituição, marcando sua presença e liderança no trabalho renovador dos programas destinados à formação de alunos. Filha de Jaime Machado da Ponte e Maria Celsina Barreira Machado, após 30 anos de seu falecimento, ainda é lembrada pelos que a conheceram por sua vida plena de significado e atos nobres, voltados para o bem servir, semeando lições de vida, de amor e companheirismo na sua missão educadora. Ela foi representada na solenidade pelos filhos Ticiane e Rafael, e o irmão, Assis Machado, que afirmou ter sido importante para eles que a imagem e o nome de Silvana ficassem eternizados em um equipamento de alta qualidade como aquele.
 
José Euclides Ferreira Gomes Júnior
Sexto filho de José Euclides Ferreira Gomes e Carmosina Pimentel Ferreira Gomes, José Euclides se casou com Maria José Ferreira Gomes e tiveram os filhos Ciro, Lúcio, Lia, Ivo e Cid Gomes. Nascido em Sobral, foi prefeito da cidade de 1977 a 1982 e reconhecido, à época, como o melhor prefeito do município, título conquistado posteriormente pelo filho, Cid, em dois mandatos consecutivos. José Euclides faleceu aos 78 anos, deixando legado de comprometimento com a cidadania, traduzido na sua frase: "A melhor política é trabalhar pelo povo, com simplicidade, eficiência e probidade". Ao agradecer a homenagem em nome da família, o governador Cid Gomes lembrou que o pai fora um homem rude e intelectual, ao mesmo tempo que buscou no estudo a solução para a sua vida prática. “Sempre foi um inconformado, o que nos inspirou na vida pública."

 

Opiniões

Giovani Balduino – diretor industrial da TAC Motors – Estamos em processo de instalação na cidade; a empresa é de Santa Catarina, e consideramos a unidade do SESI/SENAI como importante equipamento para a formação de mão de obra, já que o setor na região ainda carece desse preparo que o mercado hoje exige. A unidade é, sem dúvida, bem estruturada para oferecer diversos serviços, garantindo aos empresários que pensam em se instalar na região a certeza de que terão profissionais aptos para o mercado de trabalho. Agora, é só criar demanda para que a unidade do SESI/SENAI possa atuar diretamente.
 
Jocely Dantas (representante da FIEC na região norte) - A unidade chega no momento certo, tanto no aspecto da qualificação, como em relação aos programas de qualidade de vida ofertados pelo SESI. A região norte, puxada por Sobral, cresceu bastante nos últimos anos e o Sistema FIEC teve a percepção disso ao construir a unidade, uma das mais modernas do país. Não tenho dúvida: em pouco tempo o investimento feito aqui dará o retorno que a região espera.
 
Jaime Belicanta (presidente do Sindicalf) - O SESI e o SENAI estão de parabéns por entregar esse equipamento a Sobral e à região norte. Falo não só pelo setor calçadista, mas por todo o segmento econômico do entorno, por ser essa estrutura importante nos campos da educação profissional e de saúde e lazer do trabalhador da indústria. Considero que a unidade está na direção do desenvolvimento que Sobral propicia ao estado. Por isso terá papel preponderante para consolidar os setores econômicos que começam a se mostrar vocacionados em Sobral e no estado como um todo.
 
Osterno Júnior (presidente do Sindimóveis) - A unidade do SESI/SENAI vem de certa forma atender a uma necessidade do polo moveleiro de Marco (região noroeste), porque sempre pedimos uma maior proximidade com o setor na região. Agora, será possível a realização de cursos seja dentro das próprias empresas por meio de unidades móveis, ou mesmo no SESI/SENAI. Temos várias possibilidades de parceria com o segmento moveleiro e vamos aproveitá-las ao máximo.
 
Roberto Smith (presidente da Adece) – Avalio como de grande importância para a região esse empreendimento. A Adece vem acompanhando o desenvolvimento da região e aposta que o crescimento econômico do estado terá nesse equipamento do SESI/SENAI um apoio fundamental.
Honório Pinheiro (presidente da FCDL) – Vejo como o aprofundamento de um processo de crescimento que Sobral e a região vêm tendo nos últimos anos e que deve ser acelerado com esse equipamento, que influenciará não só a indústria, mas também a economia como um todo.
 

Saiba mais

  • Com população de quase 200 000 habitantes, Sobral é hoje uma das economias mais dinâmicas do estado. Segundo dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o município tem mais de 160 empresas industriais, garantindo emprego formal a mais de 30 000 trabalhadores.
  • Setores predominantes: calçadista, construção civil, alimentos e bebidas, cimenteiro, moveleiro e metal-mecânico, dentre outros.
  • A Fábrica da Votorantim Cimentos foi implantada em 1968 e tem capacidade para produzir cerca de 600 000 toneladas por ano de cimento da marca Poty e gerar mais de 500 empregos diretos. A Grendene, uma das maiores empresas do setor calçadista brasileiro, emprega atualmente mais de 17 000 funcionários de Sobral e localidades vizinhas.
  • Sobral vem recebendo ultimamente montadoras automotivas. A TAC Motors, que está mudando sua sede de Joinville (SC), foi a primeira. A montadora deve investir mais de 200 milhões de reais e gerar 1 200 empregos no total. Outra indústria do ramo automobilístico que está sendo implantada é a Marcovel, fabricante de ônibus da marca Marcopolo.
  • No seguimento de temperos, irá se instalar, no Distrito de Jaibaras, a Sabor do Norte, fato visto como um impulso para os produtores locais venderem seus produtos.
 

Estrutura do Centro Integrado

SENAI
No portfólio do Centro de Formação Profissional do SENAI José Euclides Ferreira Gomes Junior constam oficinas de solda, mecânica geral, construção civil, informática, automação, eletrônica e calçados, consultorias no processo produtivo, em gestão empresarial e em segurança no trabalho, desenvolvimento de produtos, revisão de layout e cronometragem. Os cursos disponíveis inicialmente são Leitura e Interpretação de Desenho Mecânico, Metrologia, Mecânico de Manutenção de Máquinas Industriais, Soldador no Processo Revestido Aço Carbono e Aço Baixa Liga, Auxiliar Administrativo Financeiro, Controladores Lógico Programáveis (CLP), Comandos Pneumáticos, Eletropneumática, Comandos Hidráulicos, Eletro-hidráulica, Eletricidade Básica, Instalação Elétrica Predial, Comandos Elétricos, Pedreiro de Alvenaria, Assistente de Produção, Operador de Computador e NR 10 (Básico e Complementar), dentre outros.
 
SESI
O portfólio de serviços do Núcleo de Negócio do SESI Silvana Machado dos Santos contempla várias áreas. Na de educação e cultura, estão disponíveis serviços de educação básica (ensinos fundamental e médio) e educação continuada com a oferta de 62 cursos voltados para a formação pessoal e profissional, educação digital, leitura e matemática. Na área de qualidade de vida, estão à disposição serviços de saúde e segurança do trabalho, com atendimento na saúde do trabalho e saúde ocupacional, assistência médica e odontológica e exames de auxílios diagnósticos.  Além disso, o programa Vida Saudável, com a oferta de ginástica laboral, circuitos de estilo de vida, jogos, formação esportiva, musculação, ginástica. A área de responsabilidade social empresarial contará com atendimento em consultoria e mobilização para a gestão socialmente responsável.
LEIA MAIS
Mensagem do Presidente
por Roberto Proença de Macêdo

Por uma nova atitude empresarial

Com o aumento da produtividade de alguns países, a ampliação do protecionismo nos mercados mundiais e a criação de novos blocos econômicos não geográficos, ser competitivo em padrão global tornou-se uma condição fundamental para a sobrevivência e desenvolvimento da nossa indústria. Essa realidade exige um novo papel dos empresários, dos governos e das universidades, que, articulados entre si, estabeleçam uma competitividade realmente sustentável.


Leia mais
Notas e Fatos
Prêmio de Inovação

Mercado de Capitais

Associativismo

Circuito Moda Londres

Maracanaú

Apenados

 
Ponto de Vista
 
Frases e Idéias